Menu

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Washington D.C.

O que dizer sobre Washington D.C.? 
Se já tinha gostado de Filadélfia, Washington foi amor à primeira vista! 
É uma cidade muito arrumadinha, organizada e limpinha, cheia de museus e monumentos para visitar. E claro, não faltam as grandes lojas para alimentarmos o nosso lado mais fútil, o que também sabe bem, não é verdade?!
Ah... Para quem não sabe, D.C. é a sigla para "District of Columbia", o que diferencia a cidade, já que também existe um estado norte-americano chamado Washington.
Sempre que visito uma cidade nova penso se seria capaz de lá morar, e isso é um ponto decisivo para gostar ou não do sítio. Washington cativou-me nesse aspecto: podia mudar-me para lá amanhã e ia feliz da vida! 
No sábado à noite, quando chegámos, fomos jantar ao Bibiana, um restaurante perto do hotel. Como já era tarde, até pensámos que a cozinha estivesse fechada, mas tivemos sorte! E valeu a pena, a comida estava óptima! O Bibiana é um restaurante de sabores italianos com pratos mais ao estilo da nouvelle-cuisine e a decoração é super gira e moderna, mas uma chatice para tirar fotos! É que apesar dos candeeiros de tecto serem muito bonitinhos, a iluminação é fraca, para dar um ambiente mais intimista ao restaurante.
No dia seguinte, acordámos o mais cedo que conseguimos e fomos explorar Washington. 
Começámos pela Casa Branca, como não podia deixar de ser! Ainda tínhamos a esperança de que a Michelle e o Obama viessem à janela dar os bons dias aos muitos turistas que por ali andavam, mas nada... Nem o cão d'água português deu à costa...
Seguimos caminho em direcção ao Memorial da II Guerra Mundial e ao Memorial do Lincoln, cujo espelho de água mais parece um campo de batalha, todo esburacado pelas obras e cheio de lama.
Ainda fomos ao Memorial da Guerra da Coreia, tirámos umas fotos, mas o calor era tanto que desistimos de andar na rua e optámos por ir visitar o Museum of American History. Foi o melhor que podíamos ter feito, porque o museu é bem interessante e mostra a evolução do país, as suas guerras, os momentos marcantes, os presidentes e as primeiras-damas, até a cozinha da Julia Child lá está, com ecrãs a passarem os programas televisivos e os seus vários livros expostos!
No último andar está a colecção de Tesouros da Cultura Pop, onde é possível ver os sapatos vermelhos da Dorothy em O Feiticeiro de Oz, o chapéu preto do Michael Jackson ou os fantoches dos Marretas!
Quando saímos do museu, umas quantas horas mais tarde (sim, porque estes museus são gigantes e é fácil perder noção do tempo lá dentro), fomo-nos enfiar noutro museu. Já não tínhamos muito tempo, mas ainda deu para ver toda a colecção do Internetional Spy Museum. O museu foca bastante a época da guerra fria, já que foi um momento da história mundial repleto de espionagem. E também não falta uma réplica do carro do James Bond!
Para jantar, escolhemos um restaurante de tapas, o Jaleo. Nada como um bom petisco para reconfortar o estômago depois de um dia em cheio!
Na segunda-feira, Labour Day aqui nos States, fomos ao Newseum, que se tornou no meu novo museu preferido de todo o sempre, e passámos lá o dia! Entrámos à hora de abrir e só saímos quando praticamente nos expulsaram lá de dentro! A nós e a todos os outros visitantes, porque ninguém estava com grande vontade de se ir embora!
A exposição começa com um vídeo explicativo do museu, com a descrição do que podemos encontrar em cada um dos seis andares (sim, seis!). Depois, passámos para a ala do Muro de Berlim, onde há mesmo uma parte do muro e uma torre de vigia. Ao longo de vários painéis com noticias da época vamos acompanhando a construção do muro, as tentativas de fuga do lado este para o oeste, o bloqueio soviético e a consequente ponte aérea americana e o constante medir de forças entre os dois lados da cortina de ferro.
Ao longo do museu é mostrada a evolução do Jornalismo, as primeiras páginas que fizeram história e os acontecimentos marcantes a nível mundial. Há um vídeo a quatro dimensões sobre o início do jornalismo de investigação e a grande contribuição de uma mulher para esse género jornalístico.  Há exposições sobre o furacão Katrina, o FBI, os fotógrafos dos presidentes, o prémio Pulitzer de Fotografia, as fotografias do ano e o 11 de Setembro, com a Antena da Torre Norte, as primeiras páginas sobre o atentado e um vídeo com o testemunho de jornalistas que estiveram no local e cobriram o acontecimento.
E ainda temos a possibilidade de gravar um vídeo em frente a uma câmara, à semelhança dos repórteres televisivos, que é a parte mais engraçada da visita! 
No fim do dia, saí do Newseum toda contente, com o livrinho da fotos do prémio Pulitzer! Ainda estávamos com vontade de passear mais um bocado por Washington, mas começou a chover tanto que desistimos... Era chegado o momento de voltarmos para Nova Iorque.
Jantar no Bibiana.
Tortellini in BrodoSpaghetti Al Nero Di Seppia.

A Casa Branca, a Horta da Michelle e o Washington Monument, em forma de obelisco.
O Memorial da II Guerra Mundial.
O Lincoln Memorial.
Já no Museum of American History!
Os modelitos das Primeiras-Damas no baile de abertura dos mandatos presidenciais. Na foto do meio, à direita, o vestido de Jackie Kennedy, nas fotos da direita, o vestido e os sapatos (Jimmy Choo) de Michelle Obama.
Canhão do tempo da guerra contra o México.
Recriação da Guerra do Vietnam.
A cozinha de Julia Child.
Ainda a cozinha de Julia Child.
Os Marretas, o chapéu do Michael Jackson e os sapatos da Dorothy.
A mítica Route 66! Faz parte da história dos EUA!
A pílula, que teve um papel fundamental na emancipação feminina!
Em Washington também há carros-anfíbios!
O International Spy Museum! Neste museu não pude tirar foros, não era permitido. 
O gnomo espião é a mascote do museu!
Jantarinho no Jaleo!
As nossas tapas! Umas mini-sandes tostadas com presunto e queijo, vieiras, tortilha de cogumelos e paella de frutos do mar com tinta de choco, especialidade da casa e uma verdadeira delícia!
A fachada do Newseum.
Todos os dias são colocadas à porta as primeiras páginas de jornais nacionais e internacionais. A representar Portugal está o Público!
Já dentro do Newseum, na Ala do Muro de Berlim!
Um sapato armadilhado! É por estas e por outras que hoje em dia temos de nos descalçar nos aeroportos!
A cobertura noticiosa do Furacão Katrina.
A capa do Público com referência ao Furacão Katrina.
Uma sátira ao poder do dinheiro e dos grandes grupos económicos sobre os media... A brincar, a brincar, dizem-se as verdades, como no caso deste cartoon... 
A exposição sobre o 11 de Setembro. Ao centro está a antena de transmissão da Torre Norte. Atrás, na parede estão as primeiras páginas relativas ao atentado.
À saída da sala onde é projectado o vídeo sobre o 11 de Setembro está uma caixa com lenços de papel. E só vos digo que para pessoas mais sensíveis pode ser muito útil. por várias vezes me vieram lágrimas aos olhos durante a projecção!
Painel com fotos de momentos marcantes.
A liberdade de imprensa no mundo. A verde estão os países com liberdade de imprensa, a amarelo os assim-assim, a vermelho, onde há um total controlo sobre os media.
A carrinha de jornalista americano usada na guerra dos Balcãs, cravejada de balas...
Memorial aos Jornalistas que perderam as suas vidas em trabalho.
A gravação dos vídeos!
O que faz uma grande foto! 
Na exposição das fotos do Pulitzer.
Na loja do Newseum há um livro infantil sobre o cão do presidente, mas não fala lá de ser uma raça portuguesa...
O Memorial da Guerra de Iwo Jima.
Last but not least, o Capitólio!

6 comentários:

ângelasousa disse...

Excelente! Acho que estou apaixonada ;)

Sofia Silva disse...

Fantástico! Adorei! Sitio a visitar sem duvida :) nao sei é qnd :/

Alexandra disse...

Adorei, adoreiiii!!!!

Gosto muito de saber os nomes dos estados americanos!!
Há muitas pessoas que não sabem, por exemplo, esse pormenor que explicaste do D.C! Washington 'apenas' é o estado de Seattle... :p

Bjs :)

Fashionista disse...

Lindo!

Cristina disse...

Bela reportagem!

Acreditas que estou por estes lados à 30 e tal anos e nunca me passou pela cabeça de ir a Washington!? Estamos a fazer planos para irmos no fim de semana de 3 dias do Columbus Day em Outubro, vamos lá ver :)

Cuidadinho aí por NY este fim de semana :( :(

beijinhos

Pipita de Chocolate disse...

Mary adoro vir aqui visajar ao teu blog :) É uma maravilha!!! A sério :)

Beijinhos