Menu

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Route 66, Day 2 - Pontiac to St. Louis

Depois de passarmos a nossa primeira noite num motel manhoso, mais concretamente o Super 8, começámos o segundo dia da nossa roadtrip com uma visita ao museu da Route 66 de Pontiac. Por lá descobrimos recriações de diners, os típicos restaurantes americanos de beira de estrada, onde nos recebem sempre com uma chávena de café, antigas bombas de serviço, e a antiga carrinha 'pão de forma' de Bob Waldmire, um grande apaixonado pela Route 66 que acabou por inspirar a criação da personagem Fillmore no filme Cars, da Disney. Nas traseiras do museu é possível ver aquela que foi a sua casa: um autocarro escolar, daqueles amarelos, completamente alterado.
Ao lado do Museu há uma loja de velharias, basicamente, há lá um pouco de tudo o que é kitch: cães de loiça, brinquedos antigos, móveis vintage e até um cavalinho de baloiço igualzinho ao que eu tinha quando era miúda!
Também em Pontiac, passeámos por um parque com umas pontes de madeira antigas e uns riachos cheios de patos. À saída da cidade aproveitamos para tomar um pequeno-almoço tardio na Old Log Cabin, um daqueles diners imperdíveis! É uma antiga cabaninha à beira da estrada que passa totalmente despercebida. Lá dentro, o serviço é cinco estrelas! Dos melhores cafés americanos que já bebi, muito saboroso! E o atendimento é fantástico! Assinámos o livro de visitas e ainda encontrámos o testemunho do último português que por lá passou, o Pedro Torres, no dia 21 de Abril deste ano! 
Com a barriguinha cheia, despedimo-nos de Pontiac e seguimos viagem até Atlanta, uma terriola pequenita mas bem simpática! Visitámos a biblioteca, em forma hexagonal, e ali ficamos um bom bocado à conversa com a bibliotecária. Bem perto da biblioteca encontrámos mais um gigante, desta vez o 'Tall Paul' com o seu hotdog. Também foi em Atlanta que experimentámos, pela primeira vez, uma 7Up de cereja que nos custou 50 cêntimos! Se fosse em Nova Iorque seria, no mínimo, o quádruplo do preço!
Continuámos o nosso caminho e em Williamsville descobrimos um antigo stand onde agora há uma vasta colecção de bombas de gasolina, para além de muitos carros antigos, alguns cobertos de ferrugem e outros recuperados e reluzentes.
A meio da tarde chegámos a Springfield, não a dos Simpsons mas a de Lincoln! Sim, foi em Springfield, Illinois, que Abraham Lincoln morou nos anos antes de se tornar presidente dos Estados Unidos. A sua casa ainda lá está, num bairro todo catita, e fiquem sabendo que ele até uma horta tinha, e bem viçosa!
Por incrível que pareça, foi também em Springfield que comi o meu primeiro gelado da cadeia de gelados "Cold Stone", e digo que é incrível porque tenho uma gelataria destas quase à porta de casa em Nova Iorque...
Ainda em Springfield, completámos o ciclo dos gigantes do Illinois, com o Lauderbach Giant, que está em frente a uma oficina com o mesmo nome.
Depois de consultarmos os nossos vários guias, decidimos que tinhamos de ir ao Luna Café, já que a crítica era excelente e segundo a qual, este era um daqueles sítios que não podíamos mesmo perder! Quando lá chegámos, deparámo-nos com um bar bem manhoso... Para começar, eu e as duas empregadas éramos as únicas mulheres no meio de um bando de homens já tocados. Estávamos à espera que o Luna Café servisse refeições, mas a única coisa que tinham para acompanhar com a cerveja eram asinhas de frango com picante... Mas, cortesia da casa, foram oferta! Entretanto, quando fui à casa-de-banho deparei-me com a coisa mais estranha que já vi num WC, e eu sou frequentadora assídua de todo e qualquer sítio onde possa fazer um chichizinho... Dentro da casa-de-banho havia duas cabines com sanitas, sendo que estas em vez de portas tinham cortinados todos desfiados! Parecia eu que estava no provador de uma qualquer loja de roupa de quinta categoria! Vá lá que ao menos a porta que dava para o bar tinha trinco e é óbvio que me fechei lá dentro e pronto, pude ficar descansadinha e rir-me de toda a situação!
Bebidas as nossas jolas e comidas as nossas asinhas de frango, íamos já a sair quando me sai um sujeito vindo não sei de onde, igual ao tipo que aparece no primeiro Indiana Jones numa competição de shots de vodka contra a Marion, e me diz: "Chamam-me Rooster (galo), não sei porquê..." E desata a cacarejar!
Depois desta experiência digna de um episódio da Twilight Zone, demos por encerrado o dia, deixámos para trás o estado do Illinois e entrámos no Missouri. Só parámos em St. Louis, para um merecido descanso!
O museu da Route 66, em Pontiac.
A 'pão de forma' de Bob Waldmire, o Fillmore do filme Cars.
A loja de velharias, ao lado do museu. Eu tive um cavalinho igual ao da foto!
Uma ponte e quatro patos, no parque de Pontiac.
O Old Log Cabin, com o melhor café da Route 66!
A biblioteca de Atlanta.
Em Atlanta há um depósito de água em forma de smile, um gigante com um cachorro-quente, 7Up de cereja e uma oficina com o boneco de um cão à porta... 
Num antigo stand de beira de estrada em Willliamsville.
Em Springfield! Em baixo, à esquerda, está a casa do Lincoln, e no meio, a sua horta!
Em cima, a gelataria Cold Stone e o nosso mega-gelado!
O terceiro e último gigante de Illinois: o Lauderbach Giant!
O Luna Café, dos sítios mais surreais onde já estive! De facto, tenho de concordar com os guias da Route 66, é um lugar a não perder, que mais não seja, por ser tão estranho!

5 comentários:

aloucura disse...

estou a adorar esta tua viagem :)
o episódio da casa de banho, deve ser para as mulheres conversarem melhor, pois então, enquanto fazem o xixizinho lol

Filipa disse...

Tenho mesmo que fazer esta viagem. Já conheço NY e Miami, mas quero MUITO conhecer esta América Profunda. Estou encantada com estes posts... :)

Beijinhos!

ângelasousa disse...

Mais uma vez adorei ;)
E fiquei ainda com mais vontade de fazer uma visita :)

marta, a menina do blog disse...

Ui... come-se bem, pelo caminho!

Alexandra disse...

Uau, fiquei encantada!

Espero um dia conhecer a América profunda. Assim como tu, tenho um pequeno fascínio por este continente.

Bjs