Menu

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Route 66, Day 6 - Amarillo to Holbrook

Em Amarillo, a manhã começou com um duchezinho de água fria, já que a água quente deve ter evaporado pelo caminho... Mas até foi bom para acordar!
A primeira paragem do dia foi no Cadillac Ranch, criado em 1974, pelo milionário Stanley Marsh 3, numa alusão à era dourada dos automóveis. Na prática, são 10 Cadillacs com a parte dianteira enterrada na areia. A parte gira é que os visitantes podem grafitar os carros à vontade! À volta não há nada a não ser terra ressequida e latas de tinta espalhadas pelo terreno, o que torna o cenário um pouco desolador. Na minha opinião, e já que se pode grafitar sem restrições, as pessoas que o fazem podiam ter o cuidado de levar as latas de volta e deitá-las no lixo! 
A paragem seguinte foi para o merecido e desejado pequeno-almoço tardio! O sítio escolhido foi o Midpoint Cafe, em Adrian, Texas. Este diner fica precisamente a metade do caminho entre Chicago e Santa Monica! 1139 milhas percorridas, outras tantas ainda por percorrer!
A refeição não podia ser mais gulosa: uma bela fatia de tarte com gelado que nos soube pela vida! Acho que ainda me lembro do sabor!
Ao longo do Texas, ainda se vê bastante gado. O caminho é pincelado por ruínas de casas, carros velhos abandonados e girassois selvagens que crescem junto à estrada.
Rapidamente, saímos deste estado e entrámos no Novo México. E o que dizer? Deserto, deserto e deserto... O Novo México, pelo menos ao longo da Route 66 é árido, ainda mais esquecido no tempo do que o Texas. Como o calor é de morte e não há muito para ver além da paisagem, o remédio é conduzir... Muitos quilómetros depois, parámos num dos sítios recomendados pelo guia, o El Comedor de Anayas Mexican Restaurant, não que tivéssemos fome, mas porque nos apetecia beber qualquer coisa fresca! Mas a política de bebidas aqui era muito estranha... Para nos trazerem duas cervejas tivemos de mandar vir comida! Por isso, lá acabámos por petiscar uns nachos, e até nos soube bem!
Entretanto, resolvemos reservar um motel específico onde queríamos dormir e que, julgava eu, ficava no estado do Novo México. Foi a única reserva que fizemos ao longo de toda a Route 66 e mais valia não a termos feito... Mas vou deixar isso para mais adiante...
Continuámos estrada fora até chegarmos a Albuquerque, onde aproveitámos para passear um bocadinho e esticar as pernas. Um dos edifícios mais interessantes da cidade é o Kimo Theatre, construído em 1927 e recentemente restaurado. As fachadas estão decoradas com desenhos e azulejos em tons fortes que me fizeram lembrar as culturas Maia e Azteca.
Alguns quilómetros mais tarde, deparámo-nos com um Casino no meio do nada... E claro que tivemos de entrar e ver como era! Ali ficámos um bocado a jogar, até porque o ar condicionado fresquinho estava a saber-nos muito bem, em contraste com o calor terrível que estava na rua, apesar de serem já umas sete da tarde!
Decidimos então voltar à estrada e seguir até ao motel. A escolha deste motel específico teve a ver com o facto de ser um dos dois únicos ao longo da Route 66 que é constituído por pequenas cabanas a imitar as tendas dos Índios. Como as cabanas não são assim tantas e a procura é muita, é necessário marcar com uma mínima antecedência. 
Mas a coisa não correu bem porque depois de muita condução cheguei à conclusão que me tinha enganado a ver a morada e o Wigwam Motel ficava, afinal, no estado do Arizona... Depois de alguma exaltação, decidimos continuar o caminho até lá. Segundo o GPS eram apenas mais duas horas de caminho, ou seja, em vez de chegarmos às 9 da noite íamos chegar às 11, o que era perfeitamente aceitável, embora mais cansativo.
E assim foi, por volta das 23 horas chegámos a Holbrook. Fomos ao McDonald's buscar comidinha e seguimos até à nossa cabaninha onde jantámos tranquilamente.

Uma antiga estação de serviço restaurada, no Texas.
Os gigantescos celeiros onde os cereais são tratados e armazenados. 
Cadillac Ranch!

O Midpoint Cafe, em Adrian.
O Midpoint Cafe parou nos anos 50, mas a tarde é deliciosa!
Particularidades do Texas...
A entrada no Novo México!

O El Comedor, conhecido e referenciado pelo seu neon rotativo em forma de estrela, as nossas cervejas e as regras da casa...
A cidade de Albuquerque, com o seu Kimo Theatre e a Hotdog House!
Pequenas localidades perdidas no tempo...
Deserto, muito deserto!
O Route 66 Casino!
Finalmente, no Arizona! O merecido descanso na nossa cabaninha no Wigwam Motel! Yey!

4 comentários:

ângelasousa disse...

Gosto tanto! É sempre um mimo vir aqui :)

Fashionista disse...

adorei a cabaninha! Que aventura!

Alexandra disse...

Adorei, mais uma vez ;)


Bjs

Palavra Já Perdida disse...

Oh pá deve ser uma viagem e pêras :)