Menu

domingo, 27 de maio de 2012

Dublin em 48 horas cheias de Sol!

De regresso a Lisboa, quero, em primeiro lugar, agradecer as sugestões e dicas! Posso dizer que segui grande parte delas e se não segui todas foi porque não tive tempo.
Mas em breve estarei de volta a Dublin, com mais tempo para passear, visitar museus, o interior do Castelo, da St. Patrick Cathedral, da Trinity College...
Desta vez, o São Pedro ajudou e deu para palmilhar as ruas. Andámos muito pelo Temple Bar, tanto de noite como de dia, pelo St. Stephens Green, pelos relvados da Trinity College e do Castelo.
E o que dizer de Dublin? Muitas coisas boas! As pessoas são afáveis e prestáveis, bem dispostas, sempre prontas para uma festa. Por todo o lado há música, seja vinda dos pubs ou dos artistas de rua.
Infelizmente, também vi muita pobreza, há muitos pedintes e sem abrigo. Mas se olharmos para as ruas de Lisboa, a realidade não é melhor.
Acima de tudo, os irlandeses parecem-me um povo feliz e otimista, que já passou por momentos muito difíceis ao longo da história e que, talvez por isso, aprendeu a encontrar felicidade nas coisas simples, como um dia de sol, a música ou o simples convívio à porta dos pubs enquanto se bebe uma pint.
Dei por mim a pensar que em cada irlandês parece haver um artista!
O Temple Bar (que é este pub), em Temple Bar, o bairro.

Seguimos a sugestão deixada aqui no blog e na sexta fomos jantar ao Porter House!
Não podia faltar a cerveja...
Aproveitámos para experimentar um prato típico
(acho eu...) - Stew - que é como quem diz "guisado"!
O meu Mr. Big não perdeu a oportunidade de provar as ribs!
O ambiente descontraído de Dublin...
O rio Liffey ao cair da noite.
A "Ha'penny Bridge"
O Merchants Arch, mesmo em frente à Ha´penny Bridge!  Fomos atraídos pela música contagiante que vinha lá de dentro e valeu a pena! O bar é bem giro e a noite estava animada!
Uma das artistas que estava a atuar no Merchants Arch.
Sábado: começámos por passear pela O´Connell Street, onde encontrámos os Armazéns Clerys , com umas montras bem catitas, que me fizeram lembrar o Macy's e o Saks, em Nova Iorque.
Os Armazéns Clerys têm uma secção de doces bem simpática, pelo menos, a  julgar pela montra!
Em Trinity College!
Quem não gostaria de estudar numa universidade assim?! Invejinha...
Um dos edifícios da universidade. Tem qualquer coisa de Harry Potter!
Passeando por St. Stephen's Green, onde as gaivotas fazem a vez de patos!
Os relvados convidativos de St. Stephen's Green!
O Powerscourt Centre, lindo, lindo! Uma casa antiga transformado em centro comercial de charme, repleto de lojas de designers e espaços engraçados para uma refeição!
O interior do Powerscourt.
A entrada de um dos cafézinhos no Powerscourt!
O mercado de George's Street Arcade, com artesanato, design e artigos em segunda mão. Um espaço muito giro, também!
Montra de docinhos catitas algures em Dublin...
Mais uma montra de docinhos catitas...
O centro comercial mais bonito que alguma vez vi!  A estrutura é linda!
Chama-se Stephen's Green Shopping Centre.

O Olympia Theatre, bem perto de Temple Bar.
No sábado, fomos à feira de Temple Bar, e abastecemo-nos para o almoço!

Yummy... Queijinhos!
Resultado: petisquinhos! Pão irlandês (aconselhado pela vendedora na feirinha, depois da minha indecisão em escolher entre os mil e um pães que ela tinha na banca!), seleção de queijinhos e cervejinhas compradas no Temple Bar!
Atacando o pão! Era tão bom!
O Castelo de Dublin
A esplanadinha do castelo!
O cafézinho depois de almoço, na cafetaria do castelo.
Esta pareceu-me a zona mais moderna de Dublin. O edifício que parece um barril de cerveja em vidro  é o Centro de Congressos.
Eu ,sempre de volta do guia...
Um memorial aos irlandeses que fugiram da fome na sua terra natal e se aventuraram pelo Canadá, ajudando a construir um novo país para lá do Atlântico.
Apenas porque gosto de suricatas e vi estes bonecos jeitosos numa montra...
A minha desgraça... Já disse que sou maluca por chocolates Cadbury?!
Quando tiver mais tempo, mostro-vos as minhas comprinhas...
Uma bela forma de team building: tudo a pedalar para a carripana andar! Acho que neste caso tratava-se de uma despedida de solteiro.
Aquele que dizem ser o pub mais antigo de Dublin: The Brazen Head.


A fábrica da Guiness, vista só de fora. A visita ao interior ficará para a próxima.
Candeeiro catita!
Ao fim da tarde ainda tivemos tempo de ir assistir a um espetáculo de dança tradicional irlandesa no Museum of Irish Dance, que se situa no Powerscourt Centre.
O jantar foi no restaurante do Clarence Hotel, que foi recuperado pelos U2.

O bife do meu Mr. Big...
E o meu fish and chips! Acho que foi a primeira vez que experimentei! 
À sobremesa, partilhámos um creme brulee.

Adorei o pormenor dos cubos de açúcar e o expresso mínimo numa chávena de meia de leite...
E assim se passou o fim de semana em Dublin! O tempo voou mesmo e quando demos conta já era domingo de manhã e eu tinha um avião para apanhar! Mas valeu mesmo a pena! Agora vou investigar o que quero ver quando lá voltar, em Junho. Por isso, se tiverem mais dicas e sugestões, não se acanhem!

8 comentários:

Sue disse...

Agora fiquei cheia de vontade de lá ir... :)

Onisa disse...

Awww agora fiquei cheia de saudades da "minha" Dublin e dos "meus" Irlandeses. Mas ainda bem que gostou e que o tempo ajudou (é que não é de todo normal estarem as temperaturas que estiveram). Continuo a dizer que fora de Dublin tem coisas lindissimas - Malahide, Howth, Dun Laoghaire, entre outros.

E que tal o The Porter House? Era um dos meus preferidos, por isso espero que tenha gostado. Beijinhos e boas viagens.

S* disse...

Cadbury de uvas passas e frutos secos é um sonho... e esse expresso com cubos de açúcar é qualquer coisa de encantador. Parece-me uma cidade que mistura história, modernidade, atitude relaxada e arquitectura magnífica.

Karina sem acento disse...

Tiveste sorte com o tempo, este ano já lá fui 3 vezes e apanhei tão mau tempinho :P

S. disse...

Que fotos maravilhosas, fiquei a conhecer um bocadinho, nunca lá fui!:)
S.
A COZY BOX

Cor do Sol disse...

Quando voltares eu voluntarizo-me para mostrar a verdadeira Dublin :) mas está ai uma boa parte do que se pode ver à turista :) não quero viver aqui para sempre mas os Irlandeses sao um bom povo e é um bom sitio para emigrar.

Inês disse...

Dublin é uma cidade que gostava de visitar, e parece mesmo merecer a visita.

Pipita de Chocolate disse...

Gostei imenso deste tour! Tenho a sorte de viajar para outro tipo de países, mas sinto sempre falta do lado histórico das cidades, que raramente existe, já que se focam nos edifícios modernos!

Beijinhos